Leanked . Consultoria em Operações

5 Dicas para um Armazém Altamente Eficiente

5 Dicas para um Armazém Altamente Eficiente

armazém Leanked

Um armazém organizado tem um papel chave na cadeia de abastecimento, pelo que é primordial manter uma abordagem séria e estruturada para que toda a cadeia de valor operacional funcione eficazmente.

Infelizmente organizar corretamente um armazém é mais complexo do que aparenta, por isso, cada decisão deverá ter em consideração o aumento da produtividade, a otimização do espaço, a redução de custos e proporcionar uma boa experiência ao cliente.

Com isto em mente, apresentamos 5 dicas básicas com o intuito de ajudar e fomentar a melhoria operacional de um armazém:

 

  1. Implementar um “Smart Layout” e revê-lo periodicamente

Existem milhares de possíveis combinações de espaço e prateleiras num armazém, mas poucas que maximizam o uso do espaço disponível. Práticas simples como armazenar os itens mais usados numa zona frontal e de fácil acesso, armazenar itens que são vendidos juntos perto uns dos outros ou guardar nas mesmas prateleiras itens com tamanhos e formas similares. Isto evita que se percam pequenos itens no meio de caixas consideravelmente maiores e permite um melhor uso do espaço vertical. Para garantir que isso se mantém é aconselhável rever o layout anualmente ou bianualmente, de forma a acompanhar as mudanças de itens que possivelmente irão acontecer. 

 

  1. Dar uso ao espaço vertical

Um dos principais obstáculos no dia-a-dia de um operador de armazém é lidar com a falta de espaço. Antes de considerar expandir o armazém horizontalmente deve-se analisar o espaço vertical disponível e verificar se realmente está a ser bem aproveitado. Com prateleiras mais altas e equipamento de recolha e armazenamento adequados é possível otimizar e rentabilizar o seu armazém. 

 

  1. Eliminar ações de valor não acrescentado

A abordagem Lean consiste na busca incessável pela eliminação de todo e qualquer desperdício, para isso é aconselhável examinar todos os processos regularmente e garantir que “passos” desnecessários não estão a ser efetuados. Por exemplo, garantir que os itens mais “populares” não alteraram ou analisar se a recolha de dados está a ser feita corretamente. 

 

  1. Manter o armazém limpo

Parece ser um ponto óbvio, mas por isso mesmo se peca muito nesta questão. Disponibilizar 1 ou 2 horas todos os meses para limpar o armazém poderá levar a um aumento substancial na eficiência, os colaboradores facilmente identificam o que está em falta, em excesso ou mal armazenado e poderá proporcionar uma movimentação mais rápida. Não menos importante é o impacto visual que tem, um armazém sujo e desorganizado indica aos visitantes externos que existe uma falta de eficiência óbvia, potencial lucro perdido ou que o staff está simplesmente sobrecarregado. 

 

  1. Formar funcionários com regularidade

Uma equipa bem treinada requer tempo e repetição. Um erro comum nas empresas é dar uma formação inicial aos colaboradores e não repetir com regularidade as mesmas ou até novas formações. Só é retida uma pequena percentagem do que é ensinado e o novo conhecimento é construído através do que já foi adquirido anteriormente, portanto quanto mais expostos a informação os colaboradores estiverem mais informação fica retida. Assim, manter o armazém organizado passa a ser algo cultural e não como uma obrigação paralela às responsabilidades de cada um.

 

Eficiência é uma combinação de boas práticas, vigilância e senso comum. Mantendo-se informado sobre as novidades de equipamentos, técnicas e assegurando a revisão periódica dos procedimentos, facilmente se garante a melhoria contínua e o sucesso de um armazém.

 

A Leanked apresenta um serviço de consultoria dedicado à organização e otimização de armazéns e de processos logísticos.

 

Gabriel Cardoso

Consultor Leanked