Leanked . Consultoria em Operações

Motivação dos Colaboradores na Indústria

A motivação dos colaboradores está intimamente ligada com as suas expectativas, vontade de criar valor e os resultados da empresa.

Durante a revolução industrial, as empresas recorriam à produção em massa nas suas indústrias: o Fordismo. Grande parte dos operadores repete inúmeras vezes a mesma ação todos os dias, como uma engrenagem de um relógio.

Existem duas teorias, que podem ser consideradas limitantes, mas descreveram grande parte do sentimento colectivo nas empresas:

  • Teoria X – Assume que os colaboradores não gostam de trabalhar, por isso devem ser coercivamente obrigados a fazê-lo;
  • Teoria Y – Defende que as pessoas têm realização no trabalho e cumprem melhor as suas tarefas se não forem vigiadas por terceiros.

Procurando um meio termo para estas duas teorias, temos a Pirâmide Maslow. Maslow prioriza as necessidades humanas de modo lógico e conveniente através de uma hierarquia de cinco necessidades: Fisiologia, Segurança, Social, Estima e Realização Pessoal. Neste sentido, defende que as pessoas procuram um salário suficiente para alimentar, abrigar e proteger as suas famílias. Só depois estão estimulados a incentivos e a dar-lhes estima, sentimentos de participação e oportunidades de crescimento.

O que despoleta então a motivação dos colaboradores? De que forma é possível extrair o potencial de cada colaborador?

É uma ciência social, logo não é exata: não existe uma resposta correta e perfeita. A forma como motivamos um exército ou uma turma do 3º de escolaridade terá métodos e técnicas diferentes.

3 pontos para ter colaboradores motivados:

  • Envolvimento do colaborador – é essencial compreender as expectativas, ambições das pessoas de forma a levá-las de encontro com aquilo que desejem. Do mesmo modo criar oportunidades para que estes possam crescer e mostrar o seu valor e as suas ideias;
  • Formação – São vários os cenários onde colaboradores com poucas habilitações académicas são profissionais com atitude e proatividade para chegar mais longe. No caso da necessidade da empresa, essas sinergias devem ser aproveitadas, equipando-os com as ferramentas necessárias e desejadas.
  • Liderança – cada área de negócio tem as suas especificidades, mas um dos factores-chave para a motivação dos colaboradores é o líder. Para tal, é necessário que valorize o trabalho dos seus colaboradores, ouça e despolete o envolvimento dos seus colaboradores, explique os objetivo e impacto do trabalho bem e mal realizado, assim como organize e planeie bem os seus recursos.

Daí, “liderar pelo exemplo”.

Nils Alves
Consultor Leanked