Leanked . Consultoria em Operações

Gestão de stocks: Análise ABC

O conceito da análise ABC tem por base o Princípio de Pareto desenvolvido pelo economista Vilfredo Pareto, no século XIX, que ao realizar um estudo acerca da distribuição da riqueza na sociedade Milaneza constatou que 80% da riqueza era controlada por 20% da população.

Aplicando este princípio, a análise ABC, aos stocks existentes numa empresa, verifica-se normalmente que uma pequena parcela de artigos é responsável pela quase totalidade do valor de stock em armazém. Tal regra constitui uma importante ferramenta de apoio à gestão, permitindo atribuir prioridades em termos de gestão de stocks, concentrando a atenção dos gestores e os recursos existentes para os artigos capazes de gerarem maiores proveitos para a empresa.

curva abc

  • Classe A: estima-se que cerca de 20% dos artigos correspondem a 80% do valor de uso. Esta classe de itens refere-se aos artigos de maior importância económica, os quais devem ser geridos com maior atenção e controlados mais rigorosamente, com o intuito de evitar ruturas.
  • Classe B: estima-se que cerca de 30% dos artigos correspondem a 15% do valor de uso. Constitui a classe de artigos com uma importância intermédia, os quais requerem cuidados medianos em termos de gestão.
  • Classe C: estima-se que cerca de 50% dos artigos correspondem a 5% do valor de uso. Trata-se da classe de menor importância relativa e, por isso, a menos crítica. Pelo que os artigos correspondentes não exigem um controlo tão rígido comparativamente às restantes classificações de itens apresentadas.

Ana Pereira
Consultora Leanked